Nater Coop anuncia investimento de 8 milhões em novas estruturas de armazém de café no ES

Compartilhe:

A Nater Coop está anunciando um investimento significativo em sua infraestrutura e tecnologia, com a abertura de dois novos armazéns de café nos municípios de Ibiraçu e Nova Venécia. Com a aquisição de maquinário de última geração para as novas estruturas, este investimento marca um novo capítulo na busca da cooperativa pela excelência na captação e entrega de cafés com qualidade.

O armazém de Ibiraçu será o maior da Nater Coop e está estrategicamente localizado no Complexo Logístico de Insumos Agropecuários da cooperativa. Com maquinário de última geração, fornecido pela líder no mercado de máquinas para processamento de café, Palini Alves, o armazém será fundamental para otimizar o processamento e garantir a qualidade do produto desde o armazenamento até a comercialização.

Além deste armazém, a cooperativa também está investindo em uma nova unidade em Nova Venécia, com maquinário de ponta que será dedicado ao recebimento e processamento do café, buscando melhorias significativas no atendimento ao cooperado. A instalação ainda contempla uma segunda etapa, onde será dobrada a sua capacidade, reforçando ainda mais a atuação da Nater Coop na região norte do estado.

“Nosso objetivo é atender o produtor com excelência, dando mais agilidade no recebimento e maior segurança na armazenagem dos cafés, fortalecendo ainda mais o nosso propósito de unir famílias que alimentam famílias, é o que explica o diretor geral da Nater Coop, Marcelino Bellardt.

Com um investimento total de 8 milhões de reais, a Nater Coop está comprometida em atender a crescente demanda do mercado e abrir mais possibilidades para seus cooperados. O volume de movimentação chegará a aproximadamente 75 mil sacas por dia, aumentando significativamente a capacidade atual da cooperativa e reforçando seu comprometimento com o mercado cafeeiro.

“Estamos com muitas expectativas para este investimento e os benefícios que trará para todos os nossos cooperados. Este é um passo significativo para a nossa atuação no café e estamos ansiosos para ver o maquinário em funcionamento”, afirma Denilson Potratz, presidente da cooperativa.

Posts relacionados